Notícias

Prorrogado mais uma vez o prazo para entrega do Imposto de Renda 2022

Class News

A data de término da entrega de declarações do IRPF deste ano foi prorrogada para dia 31 de maio

O início do ano chega com a preocupação das declarações de Imposto de Renda de Pessoa Física. O Imposto de Renda é um tributo federal cobrado anualmente sobre os ganhos de pessoas e empresas. O principal objetivo do Imposto de Renda é fazer com que as pessoas que se encaixam nas regras de obrigatoriedade comprovem ao Governo Federal seus ganhos e bens do ano anterior. O presidente do Sescon Goiás, Edson Cândido Pinto, revela que o prazo final foi prorrogado, restando ainda dois meses para a declaração.

O Imposto de Renda é um dos tributos mais importantes do Brasil. Ele é um imposto federal, como o próprio nome já menciona, sobre a renda. Ou seja, sobre o que você ganhou durante o ano anterior. Para saber como funciona a declaração do Imposto de Renda 2022, Edson Cândido Pinto esclarece alguns pontos importantes. “As principais questões que surgem acerca do assunto são sobre qual a documentação necessária, quem deve declarar, qual o prazo e como fazer a declaração”, expõe o também contador.

O prazo para a entrega da declaração do Imposto de Renda 2022 é dia 31 de maio, e Edson diz que é imprescindível que seja cumprido. A restituição obedece a uma fila de entrega. Ou seja, o contribuinte que manda o documento primeiro, recebe o dinheiro de volta mais rápido, desde que não haja erros ou pendências na declaração. “Quem entrega a declaração no início do prazo aumenta as chances de receber a restituição mais cedo”. E quanto mais perto do prazo, maior a demanda dos escritórios de contabilidade.

Quem deve fazer, quais documentos necessários e como fazer?

Para dar início é necessário saber quem deve declarar o Imposto de Renda 2022. “As pessoas obrigadas a declarar são: as que tiveram uma renda tributável anual acima de R$ 28.559,70; rendimentos não tributáveis acima de R$ 40.000; acesso à alienação de bens, bolsa de valores ou similares; recebeu um valor anual acima de R$ 300 mil contabilizando todos os bens; pessoas que realizaram venda de imóveis; e trabalhadores em atividades rurais que têm renda anual superior a R$ 142.798,50”, explica Edson.

Após feita as considerações sobre a importância de realizar a declaração ainda em fevereiro e a quem compete tal obrigação, o presidente do Sescon Goiás ainda diz quais documentos são necessários para alimentar o documento. “O contribuinte precisa reunir os comprovantes de gastos, ganhos e rendimentos obtidos em 2021, como despesas de plano de saúde, casa, veículos, escola e faculdade, pagamentos de pensão alimentícia, entre outros”, instrui Edson. Além disso, é importante disponibilizar informações de conta bancária e dependentes.

E qual o prazo para declarar? Tradicionalmente, o prazo é de 60 dias, começando em 1º de março e encerrando em 30 de abril e para 2022 ainda não houve alterações. O descumprimento do prazo está sujeito a multas e para estar atento a essas minúcias, Edson aconselha que se procure um serviço de contabilidade de confiança. Mas caso não seja possível, ele lembra que a Receita Federal disponibiliza tanto para pessoas físicas quanto para empresas programas gratuitos e online para a realização da declaração do Imposto de Renda.

A seguir contador conta o passo a passo para quem pretende elaborar o IR pelo computador e ainda não sabe como fazer: “Acesse o site da Receita Federal; selecione a opção para instalar o programa ‘Meu Imposto de Renda’ e realizar o preenchimento online no e-CAC; ao finalizar o processo, confira todos os dados informados; e selecione o regime de tributação e verifique o imposto a pagar ou a restituir. Se estiver tudo correto, envie a declaração clicando no botão ‘Entregar Declaração’”.

Para declarações via aplicativo ‘Meu Imposto de Renda’: “baixe o app ‘Meu Imposto de Renda’ na loja de aplicativos do seu smartphone; depois de instalado, clique em enviar ‘Criar nova declaração’; faça o preenchimento dos campos em aberto; verifique se está tudo certo e envie sua declaração”. Para finalizar, Edson Cândido Pinto ressalta a importância da assessoria contábil, já que a declaração do Imposto de Renda é um processo cheio de particularidades que se feito de forma incorreta, pode gerar grandes problemas e onerosos financeiramente.

Delson Carlos

Delson Carlos, Assessor de imprensa,Profissional de Marketing , colunista social, passou pelo: Jornal A Hora, Jornal da Imprensa, Jornal Diário do Estado de Goiás . Há 10 anos, escreve a coluna social Paparazzi, do Jornal Diário de Aparecida. Editor da Revista Class. formando em Marketing e pós-graduado em Marketing digital. Estudioso das redes sociais.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo