GovernoNotíciasSaúde

Saúde estadual reforça cuidados com a dengue no período de férias

Class News

Foto: Britto

Confira dicas para conter a proliferação das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, que registram maior incidência em 2022

O período de férias chegou, contudo é preciso continuar se preocupando com a saúde e combatendo doenças que, neste ano, registraram aumento na incidência. Uma delas é a dengue, que em 2022 já teve mais de 120 mil casos confirmados no Estado, um aumento de 298% em comparação com o ano anterior. Além disso, houve registro em Goiás de casos da doença identificada como dengue Cosmopolita, inédita no Brasil.

Além da dengue, outras arboviroses como a chikungunya e a zika também são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. Para combater a proliferação dessas doenças, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) vem realizando diversas ações de combate ao vetor, em apoio aos municípios goianos que receberam bombas costais, veículos equipados, larvicidas, capacitações e orientações, além de campanhas educativas.

O cenário epidemiológico em Goiás também é preocupante para a chikungunya, que registrou aumento de 297% de casos este ano, em relação ao ano passado. Foram 3.041 casos de chikungunya neste ano, com um óbito registrado em Aparecida de Goiânia. Essa é também uma doença grave, que costuma deixar sequelas diversas nas pessoas acometidas, muitas delas, incapacitantes.

Por isso, a SES alerta que é preciso associar o momento de descanso nas férias aos cuidados como manter a limpeza periódica dos quintais, eliminando qualquer tipo de objeto, vasilha ou utensílio que acumule água parada, principalmente, enquanto os imóveis estiverem fechados, durante as viagens.

Antes de sair de casa é fundamental deixar vedados, ralos, caixa d’água e vasos sanitários, sendo que os últimos devem receber algum tipo de desinfetante. Os reservatórios de água da geladeira e do ar condicionado também precisam ser esvaziados, assim como os pratinhos de plantas. Quem tem piscina, deve realizar a limpeza correta com adição de cloro, além de cobri-la com lona nos momentos que não está em uso. Também é necessário fazer uma varredura em toda a casa para eliminar qualquer local de criadouro, evitando assim a proliferação do Aedes aegypti.

Proteção na viagem
Se a viagem for para locais com muita vegetação, como acampamento ou trilhas, é fundamental o uso de repelente, que deve ser reaplicado periodicamente. Além disso, é importante levar documentos de identificação pessoal, como RG (Registro Geral) ou CPF (Certificado de Pessoa Física) e, ainda, a carteira de vacinação, caso seja necessário procurar atendimento médico.

Delson Carlos

Delson Carlos, Assessor de imprensa,Profissional de Marketing , colunista social, passou pelo: Jornal A Hora, Jornal da Imprensa, Jornal Diário do Estado de Goiás . Há 10 anos, escreve a coluna social Paparazzi, do Jornal Diário de Aparecida. Editor da Revista Class. formando em Marketing e pós-graduado em Marketing digital. Estudioso das redes sociais.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo