Notícias

GOVERNO DE GOIÁS APRESENTA ÔNIBUS ARTICULADO 100% ELÉTRICO EM GOIÂNIA E REGIÃO METROPOLITANA

Class News

O veículo elétrico, produzido pela chinesa BYD, foi apresentado no estacionamento do Estádio Serra Dourada nesta segunda-feira (17) e vai rodar em caráter experimental no Eixo Anhanguera e extensões. Enel X, empresa de soluções em energia do Grupo Enel, em parceria com a Urbi Mobilidade e Marcopolo é a responsável pelos estudos de viabilidade técnica e econômica do projeto de mobilidade. Além do investimento na eletrificação da frota, o projeto propõe a revitalização urbana da Avenida Anhanguera, e investimentos na infraestrutura de transporte (terminais e estações). 

O Governo de Goiás, por meio da Metrobus e da Enel X, empresa de soluções em energia do Grupo Enel, apresentou nesta segunda-feira no Estacionamento do Estádio Serra Dourada, um ônibus articulado 100% elétrico. O veículo, que será produzido pela montadora chinesa BYD (Build Your Dreams), será testado durante um mês em Goiânia e Região Metropolitana para avaliação da viabilidade técnica e econômica de sua utilização nas linhas do Eixo Anhanguera. O evento contou com a participação do presidente da Enel Distribuição Goiás, José Nunes, o Head da Enel X no Brasil, Francisco Scroffa, o Governador do Estado de Goiás, Ronaldo Caiado, do secretário-geral de Governo, Adriano da Rocha Lima, além de outras autoridades. 

Serão 30 dias de testes, onde serão analisados os indicadores operacionais de manutenção desse tipo de veículo e como funciona o sistema eletrônico dentro das características do trajeto na linha do Eixo Anhanguera e das suas extensões. O período de avaliação também será uma oportunidade para verificar a autonomia do veículo, tempo de carregamento, custo da operação, fazer treinamentos internos e conhecer os eventuais desafios de uma frota elétrica. No primeiro momento, o ônibus articulado não será testado com passageiros. 

Os ônibus articulados elétricos foram desenvolvidos pela engenharia da BYD no Brasil e são totalmente adaptados para o mercado nacional. Para o Diretor da Urbi Mobilidade, Barbosa Neto, a modernização da frota que opera no Eixo-Anhanguera com a utilização de ônibus elétricos, colocará a rede de transporte público da Região Metropolitana de Goiânia na vanguarda na prestação dos serviços públicos de transporte coletivo do Brasil, devendo contribuir decisivamente para a melhoria da qualidade dos serviços oferecidos ao cidadão. 

E ressalta que a modernização da frota da Região Metropolitana de Goiânia com adoção do que de mais moderno existe no mundo em tecnologia veicular, contribuirá para que outros investimentos necessários para a melhoria dos serviços sejam viabilizados, seja na infraestrutura de transporte dedicada ao Eixo-Anhanguera, como os terminais e estações de embarque, seja para a revitalização urbana do corredor ao longo de toda a Avenida Anhanguera. 

A Enel X apresentou um procedimento de manifestação de interesse ao Governo do Estado, por meio da Metrobus, para modernização da frota de ônibus com a transformação em veículos elétricos. Fazem parte deste estudo as parceiras: Marcopolo e Urbi Mobilidade Urbana com os consultores Tauil Chequer e Radar PPP, liderados pela Enel X. O piloto contribuirá para avaliação da qualidade e benefícios do ônibus elétrico para os cidadãos. 

As informações técnicas vão ajudar no planejamento do futuro da mobilidade em Goiás. Para o presidente da Metrobus, Francisco Caldas, o teste é um esforço do Governo de Goiás para aprimorar o transporte público na região metropolitana de Goiânia com mais qualidade e eficiência e na busca de uma cidade mais sustentável. “É um modelo que traz melhoria na qualidade do ar, redução de doenças respiratórias e uma modernização para o transporte público. O usuário vai perceber que é um veículo mais confortável, a começar pela redução de emissão de ruídos, com ar-condicionado, entre tantos outros benefícios”, comenta. 

O período de testes com o ônibus elétrico será fundamental para a decisão do Governo de Goiás sobre os investimentos nesta tecnologia. Ao final do período de 30 dias, será possível comparar o ônibus elétrico com o veículo tradicional, movido a óleo diesel para uma percepção mais clara sobre os benefícios econômicos e de sustentabilidade ambiental. Com a aprovação, a expectativa é que seja efetuado um processo para que toda a frota da Metrobus possa ser substituída pelos veículos elétricos, com a chegada das primeiras unidades ainda em 2022. 

O caminho natural em todas as grandes cidades do mundo é a busca por um transporte utilizando zero emissão de gases na atmosfera. Nesse contexto de sustentabilidade, uma frota que use energia limpa e renovável é um importante passo para a redução de poluentes. De acordo com a fabricante, cada veículo elétrico deixa de emitir 110 toneladas por ano de CO2. 

Especificações 

O veículo elétrico em teste é do modelo D11B da fabricante BYD com carroceria Marcopolo. A autonomia é de no mínimo 250 quilômetros, com até 3 horas para recarga da bateria feita de lítio-ferro, considerada a mais limpa e segura, já que é reciclável e à prova de fogo. O dispositivo de carregamento do ônibus, tecnologia Enel X, foi instalado na garagem da Metrobus. O modelo possui ar-condicionado, carregadores de celular e foi desenvolvido com suspensão pneumática em todos os eixos, o que proporciona mais conforto para os usuários. 

O ônibus-teste é um articulado de 22 metros de comprimento com capacidade para transportar 170 passageiros, sendo 59 sentados, com espaço reservado para cadeirantes. Seu consumo energético, segundo a empresa fabricante, é equivalente a 1,2KWh/Km, com menor custo operacional e de manutenção que um veículo convencional. Os motores elétricos ficam embutidos nas rodas do eixo traseiro, são silenciosos e não emitem poluentes. 

O modelo que entrará em testes em Goiânia tem vários recursos. Por exemplo, cada veículo está equipado com seis câmeras de alta definição, duas delas com infravermelho, em substituição aos retrovisores externos e internos. As câmeras permitem que os motoristas vejam pontos cegos e tenham facilidade de manobra, aumentando a segurança e garantindo mais conforto na viagem. 

A coluna de direção é regulável, o que permite a regulagem de acordo com as características de cada motorista, melhorando a ergonomia. Já as portas seguem rigorosos padrões de segurança e são equipadas com sensores, o que evita que se fechem quando é identificado qualquer movimento próximo, o que deve melhorar o momento de embarque e desembarque.   

A Montadora 

A BYD chegou no Brasil em 2013 e instalou uma fábrica em Campinas (SP). A empresa tem 60 ônibus em circulação pelo Brasil, como em São José dos Campos (SP). No País, estão rodando 350 ônibus movidos a eletricidade, sendo a maioria deles trólebus – que são alimentados por meio de uma rede de fios instalada no trajeto percorrido pelo veículo. Além de Goiânia, várias cidades estão fazendo testes com os modelos elétricos da montadora, caso do Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG) e São Paulo (SP). Em 2020, a companhia chinesa inaugurou uma fábrica de baterias no Brasil na zona franca de Manaus. 

Sobre a Enel X 

Enel X é a linha de negócios global da Enel dedicada ao desenvolvimento de produtos inovadores e soluções em setores onde a energia está mostrando o maior potencial de transformação: cidades, residências, indústrias e mobilidade elétrica. A empresa é líder global no setor de soluções de energia avançada, gerenciando serviços como 6 GW de capacidade de resposta da demanda em nível global e 124 MW de capacidade de armazenamento de energia em todo o mundo, bem como um player líder no setor de mobilidade elétrica, com cerca de 175 mil pontos de carregamento públicos e privados de veículos elétricos em todo o mundo. A inovação e a sustentabilidade estão no centro da estratégia da Enel X desde o seu início, com a economia circular sendo a combinação perfeita desses dois elementos, aplicada em muitos dos produtos e serviços da Enel X. No Brasil, a companhia está comprometida em fornecer soluções tecnológicas inovadoras e serviços de valor agregado com o objetivo de impulsionar a mobilidade elétrica, o consumo consciente e eficiente de energia e a transição para um sistema energético global mais sustentável em benefício de clientes residenciais, empresas e cidades. 

Ônibus elétrico 

Características 

  • Autonomia de até 250 km 
  • Cinco anos de garantia para o trem de força: motores elétricos e caixa de redução 
  • Baixo consumo energético 
  • Não poluente e silencioso 
  • Baixo custo de manutenção 
  • Quatro motores elétricos 
  • 804 cv de potência máxima 
  • Estrutura em aço de alta resistência 
  • Freios a disco com sistemas ABS/EBS 
  • Controle de tração 

    Principais itens de série 
  • Coluna de direção regulável 
  • Elevação da altura do chassi para transposição de obstáculos 
  • Sistema antichamas 
  • Tacógrafo digital 
  • Rodas de alumínio 
  • Suspensão pneumática integral 

Delson Carlos

Delson Carlos, Assessor de imprensa,Profissional de Marketing , colunista social, passou pelo: Jornal A Hora, Jornal da Imprensa, Jornal Diário do Estado de Goiás . Há 10 anos, escreve a coluna social Paparazzi, do Jornal Diário de Aparecida. Editor da Revista Class. formando em Marketing e pós-graduado em Marketing digital. Estudioso das redes sociais.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo