NotíciasSaúde

Além da estética: cirurgias plásticas feitas para solucionar problemas de saúde

Class News

Rinoplastia é a cirurgia mais feita em razão de questões de saúde, segundo médico cirurgião plástico Fernando de Nápole

Ao falar sobre cirurgia plástica é natural vir à mente procedimentos estéticos ou intervenções cirúrgicas relacionadas ao padrão de beleza. Para além da estética, as cirurgias plásticas também são soluções para problemas de saúde que visam reconstruir uma região do corpo que passou por traumas, doenças e/ou acidentes, além de resolver problemas específicos. Esse tipo de procedimento é chamado de cirurgias plásticas de reconstrução ou reparativa e apresenta crescimento de 2021 para 2022.

O médico cirurgião plástico e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), Drº Fernando de Nápole, explica que um dos procedimentos mais procurado nos últimos meses é o de rinosseptoplastia que corrige o desvio de septo e aprimora o fluxo aéreo melhorando a qualidade da respiração. Outro procedimento bastante comum é o de retirada das pálpebras superiores para aperfeiçoar a visão noturna, que é perdida devido a esse excedente. Essa cirurgia é chamada de blefaroplastia superior.

Outro exemplo é quando o paciente passa pela cirurgia bariátrica, onde ocorre uma perda significativa de gordura em um curto período de tempo, o que resulta em excessos de pele que podem causar assaduras nas dobras da pele e infecção fúngica. Para solucionar esse problema, é realizado cirurgias reparadoras pós bariátrica que retiram essas sobras de pele corporais e faciais.

Em relação às mamas, o médico explica que as cirurgias plásticas são peça fundamental para o tratamento de doenças, já que também colabora para a melhoria do estado emocional de pacientes em tratamentos de câncer de mama, por exemplo, que retiram de forma parcial ou total a mama atingida pela doença. Nesses casos, é feita a reconstrução mamária que respeita a porção que foi preservada do tecido mamário e atende a expectativa da paciente.

Outro fato relacionado às mamas é a redução delas. Quando o volume e o tamanho dos seios são considerados grandes demais, a mulher pode desenvolver dores nas costas, problemas no sono, machucados provocados pelo sutiã e uma má postura. Com isso, a redução de mama traz um maior conforto e bem-estar para as mulheres durante as atividades rotineiras.

“Existe ainda a cirurgia em transgêneros masculinizadora e feminilizadora. A mais procurada são pelos trans que desejam retirar suas mamas tornando-as mais masculinas. Por outro lado, temos os trans que querem tornar seu corpo mais feminino e para tal, procuram colocar próteses mamárias”, relata o médico cirurgião plástico.

Os procedimentos cirúrgicos também são indicados em casos de queimaduras de segundo e terceiro grau em que a pele fica com uma sensibilidade profunda, sem elasticidade e com deformidades. Após realizar os enxertos necessários para restabelecer a área afetada, entram em ação as cirurgias plásticas reparadoras. Fernando de Nápole recomenda que sejam realizadas após um ano do restabelecimento das funções da área queimada para a cicatrização das queimaduras.

Delson Carlos

Delson Carlos, Assessor de imprensa,Profissional de Marketing , colunista social, passou pelo: Jornal A Hora, Jornal da Imprensa, Jornal Diário do Estado de Goiás . Há 10 anos, escreve a coluna social Paparazzi, do Jornal Diário de Aparecida. Editor da Revista Class. formando em Marketing e pós-graduado em Marketing digital. Estudioso das redes sociais.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo