CulturaGovernoNotícias

23º Fica será realizado em junho e com programação ampliada

Class News

Foto: Léo Iran

Promovido pelo Governo de Goiás, em parceria com o Sesc Goiás, o festival terá um roteiro de atrações com 13 dias de realizações na histórica Vila Boa, e investimento de R$ 5 milhões. O show de encerramento será com a cantora Vanessa da Mata

Em solenidade promovida na última terça-feira (05/04), no Teatro Goiânia, foi anunciada a 23ª edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica), cuja data será de 24 maio a 5 de junho, na cidade de Goiás, palco que o acolhe desde sua primeira edição. Com investimento de R$ 5 milhões, o Fica 2022 é promovido pelo governo de Goiás, via Secretaria de Estado de Cultura (Secult), em coparceria com o Sesc, e apoio das secretarias estadual de Meio Ambiente (Semad) e Desenvolvimento Sustentável, e apoio da Universidade Estadual de Goiás – UEG (unidades Goiânia e Cora Coralina.

A Camerata da Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás, regida pelo maestro Elieu Ferreira abriu o evento, com a participação da cantora Cristyanne Cabral, e da cantora mirim Yasmim Alves Franco. Na ocasião foi celebrado o Acordo de Cooperação Técnica (ACT), entre o Estado e a prefeitura da cidade de Goiás, para a celebração do Fica, com a presença do governador Ronaldo Caiado, o secretário de Estado de Cultura de Goiás, César Moura, o presidente da Fecomércio Sesc-Senac, Marcelo Baiocchi, o Diretor Regional do Sesc-Senac, Leopoldo Veiga Jardim.

Também prestigiaram o evento o prefeito da cidade de Goiás, Aderson Gouvea, Cristiane Schmidt, secretária de Estado da Economia, Adriano Rocha Lima, da Secretaria-Geral da Governadoria, Joel de Sant”Anna, secretário Estadual da Indústria e Comércio (SIC), e demais representantes políticos.    

Referência nacional e internacional e um dos principais e mais importantes projetos do calendário cultural do Estado, o Fica chega esse ano com novidades e uma programação ampliada, com treze dias de atrações. No roteiro estão mostras de filmes internacionais, nacionais, regionais e locais, mostra de videoclipes, feiras de artesanato, gastronomia e artes visuais, artistas regionais e nacionais, palestras e apresentações musicais, e show de encerramento com a cantora Vanessa da Mata.

Ao todo serão duas semanas de execução, com ações de formação na área de audiovisual, cultura, incluindo artes plásticas e literatura para celebrar o centenário da Semana de 22, meio ambiente e, pelo primeiro ano, atividades de ecoturismo que contarão com importantes nomes para formação no segmento, circuito radical e o primeiro passeio ciclístico do Caminho de Cora Coralina.

Compromisso

O governador Ronaldo Caiado enfatizou a satisfação em poder realizar a retomada dos eventos do calendário cultural não com uma projeção orçamentária, mas sim, com dinheiro em caixa. “Esse é o nosso compromisso, e vamos honrar essa responsabilidade. O Estado só se firma, ele só é respeitado se ele realmente puder, cada vez mais, alavancar e ter orgulho de sua história. Recriar a secretaria de Cultura foi fundamental para isso, é um legado que vamos deixar para nosso povo,  e cabe a nós manter esse nível de padrão de excelência e de uma história que tem que ser realçada por nós. Veja bem, quitamos saldos remanescente de edições anteriores do Fica, e em 2021, fizemos o festival sem deixar nem uma dívida, e ainda recebemos de volta R$ 353 mil de recursos para os cofres do Estado, isso é seriedade, é transparência de gestão, reforçou Caiado.

O secretário de Cultura, César Moura agradeceu o empenho e apoio do governador Ronaldo Caiado e dos parceiros da administração pública nessa retomada cultural dos eventos. “Isso é fruto de parcerias, especialmente com o Sesc, que permitiu que fizéssemos, em 2021, um Fica um pouco mais barato, com menos trâmites e mais transparência, um resultado que fluiu tão bem, que nos permite continuar com esses parceiros nesta edição de 2022, que promete ser ainda melhor”. Finalizou o titular da Cultura.

“Essa é a verdadeira parceria pública e privada. Nós temos que nos envolver para fazer mais, melhor e mais barato ”. Com essas palavras Marcelo Baiocchi, presidente da Fecomércio Sesc-Senac, falou da satisfação em demonstrar como a iniciativa privada trabalha, mostrando resultados. “Exemplo disso foi o Fica de 2021, que fizemos lá na cidade de Goiás sem deixar nem uma dívida sem pagar e ainda devolvemos dinheiro para as contas do Estado, isso é resultado”, disse Baiocchi, reforçando que o Sesc vai investir mais R$ 1 milhão para a realização os eventos em parceria com o governo de Goiás.

Edição ampliada

Referência nacional e internacional e um dos principais e mais importantes projetos de cinema promovidos pelo governo de Goiás, o Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica) tem como foco o meio ambiente. O Fica premia obras em vídeo e película, numa grande amostragem do cinema que descreve uma trajetória de êxito que se materializa pelo crescente número de países participantes. A programação do evento reúne mostras competitivas e

paralelas de filmes, e uma enriquecedora troca de experiência por meio de debates e oficinas.

Além de aquecer o turismo e a economia local, o festival gera uma série de atividades, agregando produtores, realizadores e divulgadores do cinema ecológico, além de valorizar os artistas locais, que desde a última edição do festival contam com uma mostra dedicada exclusivamente a eles. Para esse ano, o diferencial é o roteiro de atrações que será bem maior do que o habitual, com 13 dias de realizações na histórica Vila Boa.

Delson Carlos

Delson Carlos, Assessor de imprensa,Profissional de Marketing , colunista social, passou pelo: Jornal A Hora, Jornal da Imprensa, Jornal Diário do Estado de Goiás . Há 10 anos, escreve a coluna social Paparazzi, do Jornal Diário de Aparecida. Editor da Revista Class. formando em Marketing e pós-graduado em Marketing digital. Estudioso das redes sociais.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo