Eneologia,Gastronomia,News

VINHOS PARA HARMONIZAR COM CARNES, PEIXES E QUEIJOS

Class News

Com as baixas temperaturas, a sommelière e embaixadora do Oba Hortifruti, Cecília Aldaz, indica harmonizações de vinhos com carne, peixes e queijos

As baixas temperaturas possibilitam a degustação de bons vinhos. A harmonização ainda ganha espaço na gastronomia, em pratos com carne, peixes e queijos, que são sucesso nessa época. Dessa forma, Cecília Aldaz, sommelière e embaixadora do Oba Hortifruti, indica harmonizações incríveis para aproveitar cada gota de sabor.

Para beber vinho, não precisa de muitas regras. Porém, a escolha certa dos acompanhamentos pode deixar o momento inesquecível, a fim de saborear ao máximo a comida e o rótulo escolhido. “Os vinhos precisam de uma boa companhia para a experiência ser ainda melhor”, ressalta a sommelière.

3 vinhos da Adega Oba para harmonizar em casa:

Pinot Noir com salmão ou queijos

Diretamente do Chile, o Pinot Noir consegue ser muito versátil, sendo um vinho que vai muito bem com peixes, como o salmão, por exemplo. Já para quem gosta de uma harmonização um pouco mais brasileira, Cecília indica o queijo prato ou o queijo minas curado – o maasdam é uma opção mais apimentada.
Porém, sempre com um toque bem moderado de sal para o sabor do vinho não competir com o queijo na boca. “Isso é o que chamamos de harmonização por lógica: combinamos as características do vinho com as da comida, o que garante o equilíbrio perfeito”, explica

Lopez de Haro com presunto cru ou cordeiro

Dentro das harmonizações, temos também a regional, que são vinhos acompanhados de comidas típicas do lugar. Lopez de Haro é um vinho elaborado com a uva Tempranillo, com a sua origem na Espanha, que produz vinhos redondos com taninos macios, que combinam muito bem com queijo manchego, típico da região. “Ficam ótimos com presunto cru ainda, um prato salgado, mas que, com o vinho macio, ele consegue acompanhar e limpar toda a gordura da boca”, conta Cecília. E, por fim, o cordeiro, que é um clássico do local e acaba trazendo toda a sua suculência. A tradição e os anos comprovam que, para quem não quer errar, essa harmonização é um sucesso!

Titular

Para a harmonização clássica, o vinho Titular, da região do Dão, possui uvas como a Touriga nacional, com toques mais florais, e a Alfrochedo, um pouco mais robusta. Portanto, combina muito bem com carnes. “A picanha é uma carne suculenta com gordura e, por isso, precisamos de um vinho que consiga limpar a boca, e ele é uma excelente opção”. São vinhos mais intensos, porém não agressivos, para que não haja contraste com o sal da carne. “Com o filet mignon também funciona, pois é menos gorduroso e tem muito sabor, deixando a harmonização ainda melhor”, completa.

Todos os rótulos indicados estão disponíveis nas mais de 60 lojas do Oba Hortifruti. A Adega Oba também conta com mais de 600 rótulos de vinhos, vindos dos países de maior prestígio mundial. Para quem quiser conferir o 9o episódio da websérie “Momentos”, apresentada por Cecília Aldaz, basta acessar o link: https://obahortifruti.com.br/momentos/

Delson Carlos

Delson Carlos, Assessor de imprensa,Profissional de Marketing , colunista social, passou pelo: Jornal A Hora, Jornal da Imprensa, Jornal Diário do Estado de Goiás . Há 10 anos, escreve a coluna social Paparazzi, do Jornal Diário de Aparecida. Editor da Revista Class. formando em Marketing e pós-graduado em Marketing digital. Estudioso das redes sociais.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *