News

Caiu na ‘Malha Fina’ e agora?

Class News

É de suma importância que todas as fases da declaração do IRPF sejam acompanhadas para que não haja multas e outros contratempos indesejados

Centenas de pessoas sofrem anualmente com problemas gerados por erros na declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF). Em 2020, 910.996 contribuintes não passaram pela peneira da Receita Federal (RF).

Os declarantes pegos, na chamada ‘malha fina’, tiveram que rever suas declarações, comparecer na RF, comprovar seus rendimentos e, em alguns casos, pagar multa. Neste cenário de complicações, a coordenadora do curso de Ciências Contábeis da Estácio Goiás, Johelma Umbelino, dá algumas instruções que são muito importantes para solucionar as retificações adequadas.

A especialista esclarece que alguns equívocos na hora de realizar a declaração podem provocar a terrível ‘malha fina’. “Valores incorretos, dados cadastrais errados, rendimentos omitidos, declaração de despesas médicas não compatíveis, dados da fonte pagadora divergente, são alguns dos pontos que causam investigações por parte da Receita Federal”, lembra.

O contribuinte que realizou a declaração, pode acessar o site da Receita Federal e acompanhar o andamento das atividades realizadas. Vale ressaltar que, ao ser notificado, o contribuinte deve cumprir o prazo da notificação para as retificações necessárias. “Esse prazo costuma ser de 30 dias, mas é necessário acessar o site para acompanhar o processo. O ideal é fazer rápido a retificação, para evitar problemas futuros”, ressalta a professora da Estácio.

Além disso, é importante frisar que a não prestação das informações resulta em multas e autuações. Sendo assim, não perca tempo e verifique se está tudo certo com sua declaração. E para quem precisa de apoio, o Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal (NAF) de Ciências Contábeis da Estácio Goiás está fazendo atendimento gratuito, de forma online, para tirar dúvidas sobre o IRPF 2020. Basta fazer a solicitação por meio do e-mail naf.go@estacio.br e Instagram @nafestaciogo e a equipe do NAF retornará para o contribuinte.

Sobre o Núcleo de Apoio Fiscal (NAF)

Pioneiro em educação fiscal no âmbito universitário, o Núcleo de Apoio Fiscal da Estácio Goiás busca dar suporte contábil e fiscal às pessoas físicas de baixa renda e para as micro e pequenas empresas. Além de prestar esclarecimentos sobre a Declaração do IRPF, o NAF oferece serviços como negociação para pagamentos de tributos, verificação de regularidade de CPF, abertura de empresas e palestras de educação fiscal. Esses serviços são realizados de forma online e gratuita por alunos e professores do curso de Ciências Contábeis.

Delson Carlos

Delson Carlos, Assessor de imprensa,Profissional de Marketing , colunista social, passou pelo: Jornal A Hora, Jornal da Imprensa, Jornal Diário do Estado de Goiás . Há 10 anos, escreve a coluna social Paparazzi, do Jornal Diário de Aparecida. Editor da Revista Class. formando em Marketing e pós-graduado em Marketing digital. Estudioso das redes sociais.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *