Class News
O vice-governador Lincoln Tejota participou na tarde da última sexta-feira, 11, da reunião virtual para apresentação de resultados de órgãos e entidades do governo estadual na Gestão de Riscos do Programa Compliance Público
Cerca de 300 pessoas participaram do encontro, entre secretários de Estado e servidores públicos. A videoconferência foi coordenada pelo Controlador-Geral do Estado, Henrique Ziller.
 
Lançado em fevereiro de 2019 pelo governador Ronaldo Caiado, o Programa de Compliance Público do Poder Executivo de Goiás consiste em um conjunto de ações destinado a assegurar que os atos de gestão estejam em conformidade com os padrões éticos e legais. Goiás é o primeiro estado brasileiro a ter esse controle em todos os órgãos de sua estrutura administrativa. 
 
Em sua fala, Lincoln Tejota parabenizou a todos pelo envolvimento e transparência com o Compliance. “O engajamento de cada servidor é muito importante para que possamos ter ainda mais resultados. O feedback de vocês também faz toda a diferença para as entregas de nosso governo. Agradeço o empenho de cada servidor em ajudar o governador Ronaldo Caiado e a mim a entregarmos respostas para nossa população e deixar uma história de um bom trabalho e um grande momento”, pontuou.
 
Ziller parabenizou Tejota pela forma ética e assertiva que a Vice-Governadoria tem conduzido o Compliance dentro da pasta. Entre os resultados apresentados estão os da Controladoria-Geral do Estado (CGE) que, desde a implementação do programa, conseguiu prestar consultaria a 43 órgãos e entidades, identificar de forma estruturada mais de 1.500 riscos, suas respectivas causas e consequências. Também foram propostas pela CGE mais de 2 mil ações para tratar cada um desses riscos. 
 
Durante a reunião, a Secretaria de Estado da Administração (Sead) mostrou que diversos riscos foram monitorados na pasta, que já colhe bons frutos. De acordo com o supervisor geral da Folha de Pagamento, Ailton Rocha, a duplicação de pagamentos recebeu forte atenção e foi elaborado um plano de ação para evitar os pagamentos em duplicidade. Considerando os dois primeiros quadrimestres de 2019, todos os 685 processos de Requisição de Pequeno Valor (RPV) que poderiam ser pagos fora de folha, foram pagos dentro da folha de pagamento evitando, dessa forma, o risco de pagamentos em duplicidade, além de garantir mais transparência para as contas públicas.
 
Representantes da Saneago, Corpo de Bombeiros, e Juceg também apresentaram resultados positivos para a Gestão de Riscos do Compliance. Para o vice-governador, o retorno dos servidores sobre as ações e também as sugestões de cada um podem melhorar ainda mais o trabalho que vem sendo realizado pelo Governo de Goiás. “Sempre podemos melhorar, modernizar e inovar nossas ações para beneficiar nossa população e a ajuda de vocês é essencial. Somos todos contribuintes e queremos usufruir de bons serviços. Precisamos de vocês e, juntos, tenho total convicção que faremos muito melhor”, finalizou.​