Política

Governo de Goiás repassará R$ 21,6 milhões para Hospital Araújo Jorge

Class News
Foto: Júnior Guimarães
Estado fortalece o tratamento do câncer ao aportar recursos para que a instituição mantenha o atendimento às pessoas que procuram a unidade
O governador Ronaldo Caiado e o secretário de Estado da Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, assinam nesta terça-feira, 17, termo que autoriza a transferência de R$ 21.667.425,00 para a Associação de Combate ao Câncer de Goiás (ACCG), entidade que mantém o Hospital Araújo Jorge (HAJ), em Goiânia. O valor será repassado em 12 parcelas mensais de R$ 1.805.618,75, das quais as duas primeiras já foram pagas. A assinatura será realizada às 10h30, no HAJ.
Com o repasse financeiro, o Estado objetiva o fortalecimento das ações e serviços de oncologia para atendimento aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) em  Goiás. Os recursos estaduais irão apoiar financeiramente a unidade para cobrir o déficit operacional e manter o atendimento de forma regular e contínua, fortalecendo os serviços estratégicos no território goiano.
O valor de mais de R$ 1,8 milhão por mês será utilizado para pagamento de despesas gerais com custeio e manutenção hospitalar, por exemplo. O Hospital Araújo Jorge realiza consultas ambulatoriais, internações em enfermaria e Unidade de Terapia Intensiva (UTI), cirurgias oncológicas, sessões de quimioterapia e serviço de apoio diagnóstico e terapêutico, disponibilizando exames e medicamentos para os pacientes internados.
Déficit financeiro
Há mais de duas décadas, as instituições filantrópicas vêm sofrendo um déficit financeiro crescente, o que compromete a sustentabilidade do funcionamento e prestação de atendimentos e serviços. O HAJ atende predominantemente (88%) pelo SUS, e o apoio oferecido pelo Governo Estadual é imprescindível para que a ACCG atinja suas finalidades e atenda cada vez mais e melhor.
Esse aporte financeiro representa o reconhecimento da relevância estratégica da instituição, que é referência para a população do Estado de Goiás. O repasse é necessário para garantir o pleno funcionamento e o bom trabalho que o hospital, mesmo com dificuldade e desafios, tem realizado.
O acordo tem a participação da Prefeitura de Goiânia, por meio do Fundo Municipal de Saúde, ou seja, o Estado repassará o recurso mensalmente à Secretaria de Saúde da capital, para que esta realiza a transferência para o Araújo Jorge.
Referência em oncologia
Considerado referência no tratamento do câncer no Centro-Oeste, o Hospital Araújo Jorge é uma unidade de saúde privada e filantrópica que atende a grande maioria dos pacientes pelo SUS. O HAJ atende pacientes de todas as idades, oferecendo tratamento para inúmeros tipos de câncer. Há mais de 50 anos, o local está no grupo dos maiores e melhores hospitais brasileiros especializados em oncologia.
O HAJ é uma instituição importante para a rede de cuidados de saúde do Estado de Goiás, sendo o único hospital classificado como Centro de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon) na Região Centro-Oeste. É habilitado com serviço de radioterapia, radiocirurgia, oncologia pediátrica, oncohematologia e transplante de medula óssea. Conta ainda com banco de sangue, departamento de diagnóstico por imagem e laboratórios (anatomia patológica e oncogenética), todos serviços próprios.
O hospital presta atendimento oncológico integral, por meio de equipes multi e transdisciplinares, com oncologistas clínicos, cirurgiões, radioterapeutas, hematologistas, pediatras, enfermeiros oncológicos, psicólogos, assistência social, nutricionistas, fisioterapeutas, fonoaudiólogos e outros. Oferece ainda cuidados paliativos, inclusive com assistência domiciliar, serviço totalmente gratuito.
Regionalização
O aporte financeiro ao Araújo Jorge não é a primeira ação realizada pela atual gestão do Governo de Goiás para fortalecer a assistência oncológica em Goiás. Em julho deste ano, foi assinado um convênio de cerca de R$ 11 milhões por ano com o Hospital Padre Tiago na Providência de Deus, em Jataí, na região Sudeste do Estado. A medida contribuiu para descentralizar um tipo de atendimento especializado que antes era concentrado na região metropolitana, nos municípios de Goiânia e Anápolis.
Além de internações clínicas, o convênio prevê cerca de mil consultas, 50 cirurgias oncológicas todos os meses e sessões de quimioterapia. No contrato também estão previstos leitos de UTI, que darão suporte para usuários do SUS daquela região, fortalecendo a regionalização da saúde, um dos pilares do tripé da atual gestão, e desafogando o atendimento em unidades como o Hospital Araújo Jorge, que é o principal centro de atendimento oncológico no Estado.

Delson Carlos

Delson Carlos, Assessor de imprensa,Profissional de Marketing , colunista social, passou pelo: Jornal A Hora, Jornal da Imprensa, Jornal Diário do Estado de Goiás . Há 10 anos, escreve a coluna social Paparazzi, do Jornal Diário de Aparecida. Editor da Revista Class. formando em Marketing e pós-graduado em Marketing digital. Estudioso das redes sociais.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *