Política

“A função do governo é apoiar quem precisa da mão estendida do Estado”, afirmou Gracinha Caiado no lançamento do Agro é Social

Class News
Foto: Hegon Corrêa

Novo projeto com foco na agricultura familiar, coordenado pela Emater e Seapa, foi lançado em Planaltina de Goiás. Na primeira fase, serão contempladas quase 2 mil famílias, identificadas pelo Índice Multidimensional de Carência das Famílias Goianas (IMFC)

A presidente do Grupo Técnico Social de Goiás, primeira-dama Gracinha Caiado participou na manhã desta terça-feira (5/11) do lançamento do “Agro é Social”, novo projeto do Governo de Goiás, que tem foco na agricultura familiar. Planaltina de Goiás, na Região Integrada de Desenvolvimento Social do Distrito Federal e Entorno (Ride), foi o município que sediou o evento, que contou com a presença do presidente da Emater, Pedro Leonardo de Paula Rezende, e do secretário Antônio Carlos de Souza Lima Neto (Agricultura, Pecuária e Abastecimento).
“Faço questão de ver de perto a mudança que o governo de Caiado tem promovido na vida das pessoas. Meu papel como primeira-dama e presidente do Grupo Técnico Social é melhorar a vida destas pessoas, que foram escolhidas de acordo com o resultado do Índice Multidimensional de Carência das Famílias”, ressaltou Gracinha, que completou: “Quero ser convidada para colheita!”.
Presidente da Emater, Pedro Leonardo de Paula Rezende considerou a manhã emblemática. “Estamos empenhados em fazer com que as políticas sociais do governo contemplem também as famílias rurais assentadas nos municípios da Ride. Para a Emater, é um privilégio executar essas ações, que estão alinhadas com seu propósito: o de levar tecnologia e desenvolvimento ao campo”, afirmou, lembrando que a Agricultura Familiar, em Goiás, é responsável por 70% dos itens da cesta básica e por 1/3 do Produto Interno Bruto (PIB) Agropecuário.
O secretário Antônio Carlos lembrou que o governador teve a preocupação de recriar a Seapa e que o “Agro é Social”é mais uma ferramenta do Governo de Goiás para alavancar a economia do Estado. “Nosso foco são as famílias rurais. Muitos assentamentos não têm apoio. Essa parceria entre Governo, Grupo Técnico Social de Goiás, Emater e Companhia Nacional de Abastecimento, a Conab, vai ao encontro da determinação do governador Caiado de trabalharmos de mãos dadas”, reiterou.
Coordenado pela Emater, com apoio da Seapa, o “Agro é Social” irá cuidar de toda a cadeia produtiva de agricultores em situação de vulnerabilidade, auxiliando com capacitação, acompanhamento técnico, insumos, acesso a credito e regularização de documentos.
O objetivo do “Agro é Social” é dar à população mais vulnerável, que está também no campo, ferramentas para plantar, colher e gerir a produção de forma autônoma e independente. Na primeira fase, 1.869 famílias serão contempladas pelo programa. A expectativa é conseguir atender a todos as famílias de agricultores identificadas no risco 4 e 5 do IMCF.
‘Seu’ Enezio Nunes de Almeida, produtor rural do Assentamento de Itaúna, a cerca de 50 quilômetros de Planaltina de Goiás, foi um dos já contemplados. “Já peguei meu saco de sementes de milho”, disse animado. “A função do Estado é destinar recursos a quem realmente precisa da mão estendida do governo. Precisamos colocar comida na mesa de todos os brasileiros. Este é o tamanho de nossa responsabilidade”, frisou Gracinha Caiado.
A partir do direcionamento de dados gerados pelo Grupo Técnico Social de Goiás, a Emater irá in loco acompanhar a produção do agricultor. Uma parte do processo produtivo importante é a venda do produto, por isso, o cooperativismo, a montagem de feiras e a participação do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) também serão trabalhadas com essas pessoas.
Inicialmente, 30 toneladas de sementes de milho e feijão, oferecida pela Conab, serão distribuídas nos escritórios da Emater para os agricultores que tiverem a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) e morarem na Ride. Os produtores que receberem essas sementes e estiverem no Cadastro Único terão apoio do novo programa.
“São 30 toneladas que se transformarão em 300. É o poder da multiplicação. Daí a importância do trabalho de pessoas comprometidas com essas famílias rurais carentes, a exemplo de Caiado e Gracinha”, afirmou o prefeito de Planaltina de Goiás, Éles Reis de Freitas.
No mesmo assentamento, Gracinha também conheceu o casal de produtores Elisson Sabino de Oliveira e Nilva Gonçalves Barbosa. Juntos, eles plantaram uma muda de limão chinês e deram uma volta no trator que semeou o milho. “A lida é difícil, e uma ação como esta faz diferença e faz brotar a esperança do pequeno produtor”, contou Nilva.
Também compareceram como representantes de Planaltina: a primeira-dama Adriana Lopes, o vice-prefeito João Neto, ex-prefeito Dinho, vereadores e secretários municipais, além de demais lideranças políticas e religiosas. Ainda participaram o superintendente regional da Conab no Distrito Federal e Entorno, Rafael Bueno; a superintendente da Mulher da Secretaria de Desenvolvimento Social, Rosilene Oliveira Guimarães; o comandante regional da Polícia Militar, coronel Raiza; e o comandante do 21º Batalhão, coronel Fleury.
CORRELATA
Mais ferramentas de apoio aos agricultores
Depois, Gracinha fez parada no terreno do Moisés Coelho, produtor que recebeu a passagem de uma das duas unidades Casa de Farinha Móvel, trazida pelo Instituto Transformar, em uma parceria com Emater, Embrapa, Conab, Prefeitura de Planaltina e outras instituições. A Casa de Farinha é uma estrutura itinerante que faz manufatura do produto para ser comercializada localmente, gerando renda aos homens e mulheres do campo. A segunda unidade está em Vila Boa.
Na mesma propriedade também está o biodigestor, equipamento que, por um processo de fermentação anaeróbica, produz biogás a partir de matéria orgânica. O metano pode ser usado em residências, em fogões, e ainda na geração de energia elétrica. Este equipamento tem capacidade para sete botijões de gás por mês.
Gracinha aproveitou a ida a Planaltina de Goiás para visitar as famílias e levar doações de roupas, cobertores e cestas básicas. A primeira-dama, dentro da ideia de “Governo pé no chão”, ainda tem sempre uma conversar olho no olho, para ouvir e conhecer as necessidades de cada família.
A primeira-dama também conheceu o Colégio Estadual Período Integral (CEPI) Doutor Dirceu Ferreira de Araújo, uma Escola Padrão Século XXI, que atende a 168 alunos. Acompanhada da diretora, Carla Soares, Gracinha esteve com os estudantes de diversas turmas.

Delson Carlos

Delson Carlos, Assessor de imprensa,Profissional de Marketing , colunista social, passou pelo: Jornal A Hora, Jornal da Imprensa, Jornal Diário do Estado de Goiás . Há 10 anos, escreve a coluna social Paparazzi, do Jornal Diário de Aparecida. Editor da Revista Class. formando em Marketing e pós-graduado em Marketing digital. Estudioso das redes sociais.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *