Política

“Norte-Sul vai Impulsionar Desenvolvimento de Goiás”, afirma Lincoln Tejota

Class News
Fotos: Fernando Leite / Jota Eurípedes

O vice-governador Lincoln Tejota disse nesta quarta-feira (31), durante assinatura de concessão da Ferrovia Norte-Sul, que, com o ramal em plena operação, Goiás vai alcançar novo patamar no escoamento da produção agrícola e industrial. “São mais de 30 anos desde o início da construção da ferrovia e, agora, com a formalização da concessão para a iniciativa privada, vamos enfim ver os trilhos serem utilizados para impulsionar o desenvolvimento de Goiás”, afirmou durante a solenidade. O evento foi realizado no Porto Seco de Anápolis e integra as comemorações do aniversário de 112 anos do município. O presidente Jair Bolsonaro e o governador Ronaldo Caiado participaram do ato

A empresa Rumo Logística assume a operação do trecho depois de vencido leilão realizado em março. A empresa ofereceu R$ 2,719 bilhões para operar o trecho de 1.537 quilômetros por 30 anos. O montante representa ágio de 100% sobre o valor inicial estabelecido. “O alto valor pago pela operação da Norte-Sul demonstra que, aos olhos do mercado, a ferrovia é um grande canal de escoamento e passará a ser utilizada com frequência”, afirmou o vice-governador.

Outra vantagem destacada pelo vice-governador é que, com maior volume de transporte de cargas por meio de ferrovia, teremos menos carretas nas rodovias, diminuindo a deterioração do asfalto e aumentando a segurança de quem trafega nas estradas federais ou estaduais. “A Norte-Sul em plena operação vai baratear o frete para o produtor e vai proporcionar mais segurança, com menor tráfego de caminhões pesados nas rodovias”, avaliou.

Lincoln destacou que o Porto Seco de Anápolis é hoje uma das mais modernas estações aduaneiras do país, com mais de 300 clientes e capacidade para movimentar 22 mil toneladas de carga por mês. “Goiás é um Estado privilegiado, não só por estar no centro do Brasil, mas também pela sua capacidade de produção. A Norte-Sul em funcionamento é o que falta para o pleno desenvolvimento de nossas potencialidades”, concluiu.

O trecho concedido está situado entre Porto Nacional (TO) e Estrela D’Oeste (SP) e está dividido em dois tramos: o central, compreendido entre Porto Nacional e Anápolis, com extensão de 855 km; e sul, abrangendo o trecho Ouro Verde de Goiás e Estrela D’Oeste, com extensão de 682 km. O tramo central está totalmente concluído.

Mudança na matriz
O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, afirmou que a entrega da Norte-Sul é parte de uma transformação na matriz de transportes do Brasil. “O futuro do Brasil é grande. Não adianta torcer contra. É uma entrega importante por ter sido pensada pelo imperador Dom Pedro II e iniciada há 30 anos e por significar uma mudança na matriz de transportes no país”, disse.

O governador Ronaldo Caiado reforçou a importância da Ferrovia Norte-Sul para Goiás e o Centro-Oeste, por interligar centros produtores dos principais portos do País. “O fator multiplicador desta ferrovia é gigante. Teremos a maior linha férrea capaz de democratizar a comercialização. Estamos avançando para conquistar aquilo que Goiás é capaz”, avalia.

O presidente Jair Bolsonaro celebrou a assinatura do contrato por considerá-la parte de um novo direcionamento do estado brasileiro. “A maior prova que o Brasil pode dar certo é a confiança e eu confio nos meus ministros. O trabalho é de todos nós”, disse. “Essa obra passa por quatro regiões do Brasil, Nordeste, Norte, Centro-Oeste e Sudeste. Esse modal ferroviário é muito bem-vindo. Temos respeito para com o dinheiro público. Estou muito feliz por estar sendo útil para este País”, concluiu.

Aniversário
Lincoln Tejota acompanhou o desfile cívico em comemoração aos 112 anos da cidade de Anápolis, realizado no centro da cidade, antes da assinatura da concessão da Norte-Sul. “Anápolis tem o segundo maior Produto Interno Bruto de Goiás. Está atrás apena da capital. Temos aqui o Distrito Agroindustrial (DAIA), o Porto Seco, a Norte-Sul, o segundo maior polo farmoquímico do País, e uma tradição política que pode ser sintetizada no fato de o governador Ronaldo Caiado ter nascido aqui”, resumiu.

 

Delson Carlos

Delson Carlos, Assessor de imprensa,Profissional de Marketing , colunista social, passou pelo: Jornal A Hora, Jornal da Imprensa, Jornal Diário do Estado de Goiás . Há 10 anos, escreve a coluna social Paparazzi, do Jornal Diário de Aparecida. Editor da Revista Class. formando em Marketing e pós-graduado em Marketing digital. Estudioso das redes sociais.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *