Política

Ações de Conservação das Pinturas e Gravuras Rupestres nos Sítios de Abrigos do Complexo Arqueológico em Serranópolis serão Iniciadas

Class News

Deputado Zé Carapô (DC) diz que ações de conservação das pinturas e gravuras rupestres em Serranópolis é algo inovador e servirá de pivô

O Deputado Estadual Zé Carapô, em parceria com o Prefeito de Serranópolis, Tárcio Dutra e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN promovem evento aberto para toda população no Armazém de Cultura e Museu Serra do Cafezal em Serranópolis, dia 05 de agosto, às 17 horas, para assinatura da Ordem de Serviço que visa iniciar a execução das ações de conservação das pinturas e gravuras rupestres nos sítios de abrigos do Complexo Arqueológico de Serranópolis.

Além de Zé Carapô e Tárcio Dutra, estarão presentes a Superintendente do IPHAN de Goiás, Salma Saddi e representantes da empresa  MRS Estudos Ambientais Ltda, vencedora da licitação com a proposta de duzentos mil reais (R$ 200.000,00) para executar essas ações. “É um recurso importante e uma verba necessária para realizar essas ações”,  ressaltou o Deputado.

A princípio, realizar-se-ão ações emergenciais de conservação das pinturas e gravuras rupestres em dez (10) sítios de abrigos do Complexo Arqueológico de Serranópolis-GO com a finalidade de frear a degradação e minimizar os impactos sobre o conjunto de arte rupestre.

“É algo inovador e servirá de pivô para os próximos municípios em que atuarmos na busca de revitalização das áreas de proteção”, concluiu Zé Carapô.

As ações de conservação emergenciais a serem realizadas

Retirada da vegetação no alto dos afloramentos rochosos, principalmente Imbés (Philodendron sp) e cactos;

Limpeza do acúmulo de massa vegetal, que concentra a água, no alto dos afloramentos rochosos, acima dos abrigos;

Eliminação das moradas de térmitas (cupins), ninhos de maria-pretas (formigas), e de caixas de maribondos que crescem sobre as paredes com pinturas ou no entorno destas na área dos sítios arqueológicos;

Eliminação de três grandes ninhos de abelhas melíferas (gênero Apis) já estabelecidas e outros ninhos menores à serem identificados durante a atividade;

Cada uma das bioturbações precisam de ações específicas, com controles dedicados.

Todas as ações deverão resultar em relatórios com anotações minuciosas de cada atividade/intervenção realizada, assim como, registro imagético amplo e detalhado, que resulte em dados claros para a continuidade das ações de conservação dos sítios. As ações deverão obrigatoriamente ser realizadas na época de seca, entre os meses de agosto a novembro.

Em 2009 e 2010, ações de diagnóstico do estado de conservação dos registros rupestres desses abrigos, foram realizadas pelo IPHAN e indicaram que o intemperismo (químico e biológico) e a ação antrópica, proveniente de desmatamento e turismo desordenado, estão comprometendo severamente a conservação dos abrigos, ocasionando o desgaste das rochas com presença de arte rupestre, avanço da vegetação e raízes sobre as pinturas e gravuras, percolação, implantação de ninhos de térmitas e abelhas, além do uso da área dos abrigos pelo gado.

Fiscalização dos sítios, realizadas por técnico em arqueologia do IPHAN em 2018, confirmaram a grave situação de alguns sítios de abrigos e indicou a necessidade urgente de realizar uma ação emergencial. O estado de degradação destes sítios também tem sido objeto de denúncias dos moradores da região ao IPHAN e ao MPF.

Diagnóstico contido no relatório denominado “Dossiê Serranópolis: estudos para Tombamento e Chancela de Paisagem Cultural de sítios arqueológicos no município de Serranópolis-Goiás” apontou ações de conservação e preservação dos sítios de abrigo a serem desenvolvidas a curto, médio e longo prazos.

Benefícios Diretos e Indiretos

Preservação dos registros rupestres (gravuras e pinturas) existentes nos abrigos de Serranópolis, por meio da gestão para controle dos fatores físicos, químicos, biológicos e antrópicos que destroem os paredões rupestres;

Melhoria da segurança para visitação turística e as atividades educativas escolares nos abrigo, com a eliminação dos ninhos de marimbondos e abelhas, uma vez que atualmente os riscos de ataques impedem a visitação;

Minimização da degradação natural com a limpeza da vegetação

Promoção de incentivo para que a comunidade local (re)descubra seu patrimônio cultural, o que, em consequência, contribuirá para a sua sustentabilidade;

Critérios ambientais adotados (Sustentabilidade)

Principalmente em razão da necessidade de intervenções mínimas nos registros rupestres, todas as ações serão realizadas mediante ação mecânica e uso de equipamentos de baixo impacto, sem utilização de produtos químicos ou qualquer outro poluente;

A retirada das abelhas restringir-se-á ao afastamento delas do local dos abrigos, transferindo-as para outras áreas, porém sem que sejam eliminadas.

Complexo Arqueológico de Serranópolis

 O Complexo Arqueológico de Serranópolis, mais especificamente os conjuntos de abrigos sob rocha, compõe um significativo patrimônio arqueológico e ambiental do Estado de Goiás, tanto por sua importância científica relacionada à ocupação do território goiano desde 11.000 anos, como por sua beleza cênica.

A bibliografia indica cerca de 1.159 figuras pintadas e 4.009 gravuras, distribuídas em 14 dos 26 abrigos estudados. Estes sítios arqueológicos em arte rupestre são patrimônios e monumentos singulares de valor incontestável uma vez que retratam representações da vida humana em tempos remotos.

 Serviço:

Data: 05 de agosto (segunda-feira)

Horário: 17 horas

Local: Armazém de Cultura e Museu Serra do Cafezal, Serranópolis, Goiás

 

Delson Carlos

Delson Carlos, Assessor de imprensa,Profissional de Marketing , colunista social, passou pelo: Jornal A Hora, Jornal da Imprensa, Jornal Diário do Estado de Goiás . Há 10 anos, escreve a coluna social Paparazzi, do Jornal Diário de Aparecida. Editor da Revista Class. formando em Marketing e pós-graduado em Marketing digital. Estudioso das redes sociais.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *