Viagem

DUBAI: Safári com jantar no deserto dos Emirados Árabes

Class News

A maior parte do território dos Emirados Árabes é um grande deserto. A área hoje ocupada pela cidade de Dubai era somente areia no passado. Isso é facilmente percebido quando se encontra algum terreno vazio ou quando você pega a estrada rumo a outra cidade. O deserto faz parte da história do povo árabe e conhecê-lo é uma oportunidade única de entender como eles viviam no passado. Um dos passeios mais procurados pelos turistas em Dubai é o safári pelas dunas do deserto seguido de um jantar num acampamento de beduínos. Veja mais detalhes a seguir:

O passeio no deserto tem uma duração aproximada de 6 horas e seu início varia conforme a época do ano, geralmente umas duas horas antes do por do sol, para que o mesmo seja presenciado no meio do deserto. Ele é oferecido por várias operadoras de turismo locais e seu preço pode variar conforme o estilo do passeio. O valor é em torno de 200 dirhams (aprox. R$108,00) e pode ser comprado numa agência de turismo do shopping BurJuman, no centro da cidade.

Um veículo da operadora escolhida busca o turista no hotel, deixando-o de volta no final do passeio. O horário de busca é combinado com antecedência, no momento em que você faz a compra do passeio com a agência. No dia combinado, o carro da empresa passa no hotel, depois entra na rodovia E66 no sentido da cidade de Al Ain, perto da fronteira com Omã. Após aproximadamente uma hora de viagem na estrada, o veículo chega ao ponto de partida, na entrada do deserto, onde várias outros veículos com turistas aguardam a chegada do grupo inteiro para começar o safari pelo deserto. Neste ponto de encontro há algumas lojinhas que vendem bebidas, alimentos e souvenirs. O pessoal aconselha que se compre algumas garrafinhas de água para beber durante o trajeto.

Quando todos os veículos chegam o ponto de partida, tem início o safari pelo deserto dos Emirados. O pneu das caminhonetes  são esvaziados um pouco para que ela tenha mais aderência nas areias, evitando que o carro afunde. Há muitas subidas, descidas, curvas radicais e o carro balança bastante, por isso é aconselhável não comer muito antes do passeio para evitar enjoos. Algumas pessoas chegaram a passar mal, com náuseas e vômitos, de tanto que os carros chacoalham nas dunas.

Ao longo do caminho são feitas duas paradas no meio do deserto, para que os turistas possam bater fotos da paisagem árida, no meio do nada, onde há apenas dunas e areias, sem nenhuma vegetação. O sol já está baixando e está bem próximo do horário por do sol. É bom evitar calçados abertos e tênis esportivos, pois como eles possuem vários furinhos em seu revestimento, vão ficar cheios de areia rapidamente.

Chegando ao acampamento de beduínos é possível presenciar o por do sol e pouco depois anoiteceu. O acampamento está localizado numa espécie de vale, entre várias dunas e numa área com um pouco de vegetação típica do deserto. Ele possui uma área com o chão coberto de tapetes, com várias almofadas e mesinhas baixas onde as pessoas podem apoiar seus pratos na hora do jantar.

Depois que todo o comboio chega, ainda demora um pouco para o evento começar, mas nesse meio tempo há várias atividades para os turistas, como andar de camelo ou de triciclo, bater foto vestindo trajes típicos, fazer tatuagem de hena e também visitar lojinhas de artesanato e souvenirs.

O sistema de alimentação é todo self-service, com ilhas de buffet. De início são servidos alguns aperitivos, como charutinhos recheados, rolinhos fritos e outros petiscos. A bebida é liberada, com opções de refrigerantes, sucos, chás e cafés. É possível pedir bebidas alcoólicas, porém elas são pagas à parte.

Pouco tempo depois é servido o jantar, um grande churrasco, por isso o nome do passeio é Safari Desert with Barbecue Dinner (safári no deserto com jantar de churrasco). Vários tipos de carne são servidas e para acompanha-las há saladas, farofa, arroz e outros pratos típicos. A sobremesa é composta basicamente de uma grande mesa de frutas.

Depois do jantar começa o show de danças típicas, com mulheres vestindo roupas de odalisca fazendo dança do ventre e também dançando com espadas, panos e tecidos. Depois entra um homem no estilo de um dervixe rodopiante, dançando e girando com roupas coloridas, iluminadas com luzes de led, e fazendo vários tipos de malabarismo malabarismos.

O evento encerra-se perto das 21:30h e o trajeto de volta é feito no mesmo veículo da ida. O caminho é um pouco diferente, passando por pequenas dunas e com pouco balanço até chegar numa estrada próxima que leva direto ao hotel em Dubai, onde termina o passeio.

Delson Carlos

Delson Carlos, Assessor de imprensa,Profissional de Marketing , colunista social, passou pelo: Jornal A Hora, Jornal da Imprensa, Jornal Diário do Estado de Goiás . Há 10 anos, escreve a coluna social Paparazzi, do Jornal Diário de Aparecida. Editor da Revista Class. formando em Marketing e pós-graduado em Marketing digital. Estudioso das redes sociais.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *